José da Penha

Informações gerais

A história do atual município de José da Penha, localizado na zona serrana do estado do Rio Grande do Norte, começa no século XX, em 1934, quando o local começou a ser povoado, nos arredores do riacho Aroeira. Esse povoado, mais tarde, recebeu o nome de Mata. Apenas oito anos mais tarde, em 1942, o povoado continuava crescendo e se desenvolvendo. No dia 31 de dezembro de 1958, o povoado da mata foi emancipado de Luís Gomes, tornando-se novo município potiguar com o nome de “José da Penha”. O nome foi escolhido pela população local e faz referência a José da Penha Alves de Souza, potiguar natural de Angicos, autor de vários livros referentes a assuntos filosóficos e militares. A instalação oficial do novo município ocorreu em 8 de fevereiro de 1959, tendo como primeiro prefeito Luiz Gonzaga Diógenes, nomeado pelo governador do estado, Dinarte Mariz.
Tem como Principais atrativos: a Igreja de são Francisco de Assis, o Açude Flechas e o Museu do Sertanejo Chico Bento.

Como chegar

Distância de Natal: 420km.

Atrações e destaques

MUSEU DO SERTANEJO
O Museu Cultural do Sertanejo “Chico Bento”, surgiu de um projeto da Secretaria Municipal de Cultura do Município em 2014.

AÇUDE FLECHAS
Ganhou esse nome por ter a maior parte de seu território pertencente à comunidade do Sítio Flechas, porém é mais conhecido como Açude da Barra por também ocupar área do Sítio Barra de Catolé. Sua construção foi iniciada em outubro de 1980, tendo sido concluída em 1982, na gestão do prefeito Evaristo Fontes (Zeca Evaristo). Possui em suas bordas restaurantes e bares.
Nos períodos em que há água, o açude é utilizado pela população como balneário. O período de maior visitação é durante o carnaval, chegando a reunir 3 mil pessoas em um dia (dados fornecidos pela gestão local). Não é permitido pescar nos períodos de seca.

IGREJA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS (Paróquia de José da Penha)
A Igreja foi construída em 1929 como agradecimento à cura do Sr. Francisco Bento que estava enfermo. Encontra-se aberta, diariamente, das 7h às 11h30 e das 14h às 17h; e as missas são celebradas aos sábados e domingos, das 19h às 20h.

.

Galeria de fotos